Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TU-BARÃO

Órgão de opinião própria sem periodicidade e com muita vontade de emitir opiniões sobre o nosso quotidiano

TU-BARÃO

Órgão de opinião própria sem periodicidade e com muita vontade de emitir opiniões sobre o nosso quotidiano

22.07.22

Funcionamento de embaixadas


A propósito do (péssimo) funcionamento de algumas embaixadas de Portugal por essa Europa, escrevi ao senhor Presidente da Républica o seguinte texto em Junho: "O funcionamento da embaixada/consulado em Londres é inadmissível e não é de agora! Os portugueses esperam e desesperam para tratar de assuntos optando por gastar dinheiro e vir a Portugal tratar dos mesmos! Não atendem telefones, não respondem a mails etc etc Acabou de passar uma reportagem na Sic N e pelos vistos na (...)
22.07.22

Morte


A morte de um ser humano é sempre de lamentar. Pode acontecer com o nosso maior inimigo, mas é sempre de lamentar. Até contra a pena de morte sou contra. A vida é algo que temos de sempre considerar em primeiro plano.  
13.06.22

Justiça


Não é fácil escrever sobre justiça. Cada um de nós tem o seu conceito e muitas vezes o "mesmo crime" é visto de forma destinta, por cada um. Acontece que o Tribunal da Relação de Évora (segundo a imprensa de hoje) reduziu e suspendeu a pena de prisão efetiva aplicada pelo Tribunal de Setubal a um professor de ingles por entender que as caricias que este fez a alunas de sete anos, por baixo das suas roupas têm cariz sexual, mas não constituem crime de abuso sexual. Julgo (...)
02.11.17

Vamos lá por partes


Juízo nos Juízes Como muitas vezes tenho escrito, continua por fazer a mudança de mentalidades na Justiça em Portugal. Nos últimos cinquenta anos, Portugal sofreu (no bom sentido) muitas modificações estruturais que, de certa forma, alteram a vida do cidadão comum, não tendo nunca a justiça acompanhado o novo paradigma de vida em Portugal. Mudámos mentalidades retrógradas, mudámos métodos, mudámos intervenções de caracter social e político, mas nunca mudámos este (...)
11.07.16

Vamos lá por partes


1 Hillary Clinton será a candidata democrata às eleições dos EUA, que se realizam em Novembro. Terá pela frente uma tarefa enorme se for eleita e eu acredito que o será. Primeiro substituir um dos grandes presidentes americanos dos últimos anos, Barack Obama. Segundo, fazendo história, ao ser a primeira mulher a ser eleita Presidente dos EUA. Esta Senhora, que subiu a vida a pulso, primeiro resistindo ao escândalo que envolveu o seu marido, quando este era Presidente dos EUA, (...)
01.07.16

António Esteves


Muito bom este artigo escrito pelo jornalista António Esteves, que ainda para mais faz o favor de ser meu amigo. Publicado na RTP.   Não peças a quem pediu, nem sirvas a quem serviu É um dos aspectos mais nefastos e perigosos de uma organização, o exercício do "pequeno poder" ou "poderzinho", muito em voga nos dias de hoje em Portugal e que nos alimenta as conversas diárias nos momentos de convívio mais distendido. Prometi a muitos dos meus interlocutores nestas conversas que (...)
20.06.16

Caixa de Pandora


Esta semana o tema obrigatório, a nível nacional, é a Caixa Geral de Depósitos. Desde 2000 com António de Sousa, passando por Vitor Martins, Santos Ferreira, Faria de Oliveira e José de Matos que tem sido um regabofe. Milhões para Berardo, milhões para a Ongoing, entre outros, mostra a loucura que se praticou naquela casa. 2,3 mil milhões de empréstimos em risco de não serem pagos. Já tinha meio artigo escrito quando li o artigo do Pedro Santos Guerreiro no Expresso. Bem escrito. (...)
12.04.16

O alfaiate do Panamá


Uma investigação internacional de diversos anos, e tendo centenas de jornalistas a acompanhá-la, dê-nos a conhecer mais um mar de actividades dos que não querem pagar impostos como o cidadão o deve fazer. Quem quer pagar impostos ou melhor, quem não quer fugir aos mesmos, não usa paraísos fiscais. Estes servem para que? Para fugir a impostos e para guardar dinheiro obtido de forma duvidosa. Mais, permitem a ocultação dos terroristas da cidadania Quando alguém coloca dinheiro (...)