Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TU-BARÃO

Órgão de opinião própria sem periodicidade e com muita vontade de emitir opiniões sobre o nosso quotidiano

TU-BARÃO

Órgão de opinião própria sem periodicidade e com muita vontade de emitir opiniões sobre o nosso quotidiano

07.03.16

Geringonça


A vergonha já não existe. A ética está às portas da morte. Maria Luis Albuquerque uns meses depois de sair do governo resolveu dedicar-se de alma e coração (e mais qualquer coisita ….na ordem dos 100 mil euros, anuais mais prémios) a uma actividade nova. Ainda na gestão a cargo do governo de Pedro Passos Coelho o Banif era do estado a sua representação competia à ex-ministra das Finanças que decidido vender os activos tóxicos do banco a empresas como a que agora acaba de (...)
01.03.16

As partes de um todo!


1 - O último outdoor do BE veio lançar a polémica, que já estava esquecida, sobre a adopção de crianças por casais do mesmo sexo. Para alem de nada justificar o dito cartaz pergunto por que razão o Bloco não faz o mesmo com o profeta islâmico? Os estados islâmicos não permitem a homossexualidade ao contrário das sociedades ocidentais mas contra esses o Bloco faz um cartaz é o “tanas”……………… A adoção de crianças por casais do mesmo sexo foi aliás a (...)
15.02.16

Por favor mate-me!


A discussão sobre eutanásia está lançada na opinião pública com a publicação do manifesto “Direito a morrer com dignidade”. Cá por mim gostaria de começar com um manifesto diferente: direito a viver com dignidade…. mas, pelos vistos estão mais preocupados com a vida dos animais do que com a vida dos seres humanos. Nos próximos tempos vamos assistir à discussão, académica, se devemos ter direito à morte assistida ou à eutanásia, contra aqueles que acham que a vida é (...)
08.02.16

As Injustiças da nossa Justiça!


Hoje vou recorrer ao “plágio” . Antes que venham para a praça publica dizer que eu copiei eu afirmo já que copiei…….. Copiei porque acho o artigo em causa, como a causa do artigo, do pior (ou do melhor já não sei…..) daquilo ao que o nosso Portugal chegou em termos da dita que é cega: a justiça. José Eduardo Martins é o causador desta minha “primeira vez” !   Kafka e eu Ao fim de mais de 20 anos enquanto advogado comprovo que não é só a Justiça que é (...)
01.02.16

De Joelhos


A recente visita do presidente do Irão à Europa veio trazer novamente à baila a questão dos valores ocidentais. O primeiro-ministro italiano resolveu colocar biombos em volta das estátuas que representam figuras nuas, durante a visita do líder iraniano. Mais: contrariamente ao habitual nas cerimónias de boas vindas não foi servido vinho. Quando visitamos países com valores diferentes do nosso temos o dever e a obrigação de respeitar o que esses mesmos países entendem como (...)
26.01.16

Os Índios e os Cowboys


Estávamos nós a tentar ver os desenhos do Tino de Rans quando fomos surpreendidos pela decisão do Tribunal Constitucional de repor as pensões vitalícias a políticos e a juízes do TC, que não sejam magistrados de carreira. Nem sequer me preocupa se o custo destas pensões é elevado pois a sua existência é no mínimo escandalosa. Como pode o cidadão comum aceitar que alguém receba uma pensão vitalícia por 12 anos de trabalho (com 80% do ultimo vencimento) quando esse mesmo (...)
18.01.16

Uns são filhos outros são enteados


Muito se tem falado e escrito a propósito da aplicação das 35 Horas aos empregados do estado. Pergunto, desde já, porquê só aos empregados do estado? Os empregados do sector privado não o merecem? Não é de agora que escrevo umas linhas denunciando o facto de uns trabalhadores (os do privado) não serem tratados como os trabalhadores do sector publico. Ainda não passaram muitos anos quando os trabalhadores do sector publico se podiam reformar 4 a 5 anos mais cedo do que os (...)
11.01.16

Artistas


A política em Portugal foi, nas últimas semanas, dominada nos media por dois homens Marcelo Rebelo de Sousa e Paulo Portas. O primeiro anunciou que que quer ficar, o segundo anunciou (mais uma vez) que se vai embora! A cumplicidade da imprensa (seja ela qual for) é tão evidente com estes dois senhores que esquecem o que não deviam só ouvem o que lhes convêm e ainda querem dourar a pilula. Com Paulo Portas tudo foi possível acontecer na política. Começou na JSD, mais tarde (...)