.mais sobre mim

.actividade recentes

. Vamos lá por partes

. Vamos lá por partes

. António Esteves

. Caixa de Pandora

. O alfaiate do Panamá

. Excelente blog de viagens

. Guerra e Paz

. Artigo publicado em que j...

. Geringonça

. As partes de um todo!

blogs SAPO

.arquivos

. Novembro 2017

. Julho 2016

. Junho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Sexta-feira, 27 de Julho de 2012

Regionalização (III)

Primeiro eu escrevi este post o António Felizes não concordando com o mesmo deixou este comentário .

Claro que respondi e hoje o António Felizes tornou a comentar.

Gosto destes debates, principalmente entre pessoas com opiniões divergentes, mas não tiro conclusões precipitadas das opiniões contrárias.

Está enganado meu caro, sou e serei a favor do poder local, mas do poder local verdadeiro que defenda as populações .

Já agora, para que conste estive, como membro do Movimento Odivelas a Concelho, ligado à criação deste concelho e não estou arrependido apesar do mesmo se ter tornado uma agencia de emprego para os filiados no PSD, PS e CDU.

E, também não via mal nenhum no assunto se essas mesmas pessoas fossem escolhidas pela sua capacidade de trabalho, mas não !

O Poder Central é responsável por 90% das dividas ? Se o diz ! Mas qual é a admiração ? Não devia de ser? Não devia era de ter tanta divida , tantas PPP isso sim!

Eu fico admirado é quando as autarquias fazem PPP que nos hipotecam até 2035 e sei do que falo.

Quando escreve "temos" quer dizer que é açoriano?

Por acaso sabe a diferença entre o que recebe os Açores e o que recebe Trás-os-Montes quando afirma que "naturalmente" essas verbas são parte integrante?

Talvez fosse de bom tom a alteração da lei e talvez os Açores pudessem ajudar o Poder Central já que não vi solidariedade nacional por alturas do natal passado.

Passemos ao endividamento.

O mesmo caiu do céu ? veio de barco?

Então mandamos fazer obra e depois não se paga ? Eu sei do que falo ! Quem não tem dinheiro não tem "vícios" !

Sinceramente, houve no seu comentário uma questão que não percebi, é a diferença entre a gestão e a esfera politico/administrativa.

Mas os gestores de empresas municipais, empresas publicas, de autarquias locais etc etc não são designados pelos partidos atrás mencionados ( e outros) ?

Se essa mesma gestão não está correcta então só existe um caminho: rua! Designe-se pessoas com capacidade de gestão independentemente da sua filiação partidária.

Claro que existem municípios bem geridos e ainda bem pois gosto de analisar as situações positivas e dá-las como exemplo às "doninhas".

Mas deixe-me só , e para terminar , colocar-lhe uma questão:

Um presidente de uma autarquia durante o seu exercício acumula uma divida brutal, no final do mandato vai para casa porque perde as eleições. Quem vai pagar essa mesma divida ?  Sabe tão bem quanto eu ( e a Dra Maria Jose Morgado já o afirmou) que neste pântano ( aqui também estamos de acordo) os jacarés são mais do que as aves.

Um abraço

 

publicado por Tubarão às 18:00

link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Antonio Felizes a 28 de Julho de 2012 às 04:06
Desta vez concordo com quase tudo o que disse.
Clarifico apenas a minha opinião sobre as diferenças entre as dimensões politico-administrativas e a da gestão. Assim, o que eu pretendo dizer, é que não é o facto de existirem políticos a gerir mal as suas instituições que nos vem demonstrar que o modelo politico-administrativo subjacente é mau, como, às vezes, nos querem fazer crer os seus detractores.
Acrescento que hoje foi aprovada uma Lei em Espanha que manda para prisão os gestores públicos se for demonstrado que a sua gestão prejudicou o interesse público. Em Itália, já algum tempo, vigora uma lei que também manda para prisão autarcas que sobre-endividem os seus municípios. E nós, estamos à espera de quê?
Cumprimentos,

Comentar post