.mais sobre mim

.actividade recentes

. Vamos lá por partes

. Vamos lá por partes

. António Esteves

. Caixa de Pandora

. O alfaiate do Panamá

. Excelente blog de viagens

. Guerra e Paz

. Artigo publicado em que j...

. Geringonça

. As partes de um todo!

blogs SAPO

.arquivos

. Novembro 2017

. Julho 2016

. Junho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012

Cartão de Crédito

Augusto Santos Silva e dois ajudantes tinham cartões de crédito com um plafond de 10.000 euros,  cada um claro está.

No seu ministério havia um total de 60.000 euros mensais!

Agora era a altura de eu escrever cobras e lagartos mas apetece-me só dizer isto: ONDE ANDA A ÉTICA DESTES SENHORES!

Gostava de ver os militantes do PS serem guerreiros e condenarem estas "coisas".

 

publicado por Tubarão às 00:18

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

É verdade !

Já se vê movimentações e o Sr.. Presidente  teve a gentileza de me informar .

tags:
publicado por Tubarão às 00:41

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2012

Da autoria de Nuno Pacheco-jornalista brasileiro e com a devida vénia

 Omens sem H

 

Espantam-se? Não se espantem. Lá chegaremos. No Brasil, pelo menos, já se escreve "umidade". Para facilitar? Não parece. A Bahia, felizmente, mantém orgulhosa o seu H (sem o qual seria uma baía qualquer), Itamar Assumpção ainda não perdeu o P e até Adriana Calcanhotto duplicou o T do nome porque fica bonito e porque sim. Isto de tirar e pôr letras não é bem como fazer lego, embora pareça. Há uma poética na grafia que pode estragar-se com demasiadas lavagens a seco. Por exemplo: no Brasil há dois diários que ostentam no título esta antiguidade: Jornal do Commercio. Com duplo M, como o genial Drummond. Datam ambos dos anos 1820 e não actualizaram o nome até hoje. Comércio vem do latim commercium e na primeira vaga simplificadora perdeu, como se sabe, um M. Nivelando por baixo, temendo talvez que o povo ignaro não conseguisse nunca escrever como a minoria culta, a língua portuguesa foi perdendo parte das suas raízes latinas. Outras línguas, obviamente atrasadas, viraram a cara à modernização. É por isso que, hoje em dia, idiomas tão medievais quanto o inglês ou o francês consagram pharmacy e pharmacie (do grego pharmakeia e do latim pharmacïa) em lugar de farmácia; ou commerce em vez de comércio. O português tem andado, assim, satisfeito, a "limpar" acentos e consoantes espúrias. Até à lavagem de 1990, a mais recente, que permite até ao mais analfabeto dos analfabetos escrever sem nenhum medo de errar. Até porque, felicidade suprema, pode errar que ninguém nota. "É positivo para as crianças", diz o iluminado Bechara, uma das inteligências que empunha, feliz, o facho do Acordo Ortográfico. É verdade, as crianças, como ninguém se lembrou delas? O que passarão as pobres crianças inglesas, francesas, holandesas, alemãs, italianas, espanholas, em países onde há tantas consoantes duplas, tremas e hífens? A escrever summer, bibliographie, tappezzería, damnificar, mitteleuropäischen? Já viram o que é ter de escrever Abschnitt für sonnenschirme nas praias em vez de "zona de chapéus de sol"? Por isso é que nesses países com línguas tão complicadas (já para não falar na China, no Japão ou nas Arábias, valha-nos Deus) as crianças sofrem tanto para escrever nas línguas maternas. Portugal, lavador-mor de grafias antigas, dá agora primazia à fonética, pois, disse-o um dia outra das inteligências pró-Acordo, "a oralidade precede a escrita". Se é assim, tirem o H a homem ou a humanidade que não faz falta nenhuma. E escrevam Oliúde quando falarem de cinema. A etimologia foi uma invenção de loucos, tornemo-nos compulsivamente fonéticos. Mas há mais: sabem que acabou o café-da-manhã? Agora é café da manhã. Pois é, as palavras compostas por justaposição (com hífens) são outro estorvo. Por isso os "acordistas" advogam cor de rosa (sem hífens) em vez de cor-de-rosa. Mas não pensaram, ó míseros, que há rosas de várias cores? Vermelhas? Amarelas? Brancas? Até cu-de-judas deixou, para eles, de ser lugar remoto para ser o cu do próprio Judas, com caixa alta, assim mesmo. Só omens sem H podem ter inventado isto, é garantido.

 

 

publicado por Tubarão às 00:36

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2012

Pela primeira vez

O Benfica perdeu neste campeonato

Vou trabalhar hoje

Um país da união europeia vê o seus créditos serem perdoados

tags:
publicado por Tubarão às 07:52

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2012

O relógio biológico do Henrique Raposo é igual ao meu

No dia em que Eusébio da Silva Ferreira foi novamente internado, temporariamente claro está, e o Benfas tem um jogo muito importante rumo ao título e quando não sei como expressar este benfiquismo que me vai na alma, eis que surge o Henrique Raposo.

Excelente!

tags:
publicado por Tubarão às 18:49

link do post | comentar | favorito

Pelé

O Rei é o rei ( de quando em vez sou monárquico , ou melhor é esta costela de barão) e quando ele fala deste modo é caso para afirmar . VIVA O REI!

publicado por Tubarão às 14:11

link do post | comentar | favorito

Estão todos convidados

publicado por Tubarão às 13:10

link do post | comentar | favorito

Gosto

tags: ,
publicado por Tubarão às 07:23

link do post | comentar | favorito
Domingo, 19 de Fevereiro de 2012

Não me apetece

Escrever sobre tudo o que gira à minha volta.

Tenho memória logo não consigo ser hipócrita.

Os que governaram 7 anos querem culpar os que governam desde Junho de 2011.

O PSD ( parece que é o único "culpado"deste momento) que governa, quer culpar o PS de tudo o que está a acontecer.

Nunca escrevi para agradar a ninguém e nunca ( é uma palavra forte) o farei.

Posso, isso sim apoiar pessoas mas estou cansado desta hipocrisia partidária e não esqueço os que nunca querem fazer parte da solução mas continuar a alimentar o problema.

Como pode Portugal ir longe , avançar, se o mais alto magistrado da Nação faz inversão de marcha por causa de uns miúdos ?

Como pode este cantinho avançar, se colorimos as desgraças da governação conforme a nossa conveniência ?

Basta "radiografar" as pessoas que no rodeiam em Odivelas para vermos a valeta.

Quem quer ajudar os odivelenses que precisam, não olha se essa ajuda é feita com a colaboração da Susana Amador, do Paulo Aido, da Sandra Pereira, do Miguel Xara-Brasil ou e de outros .

Quem quer ajudar não arranja argumentos faliciosos e mentirosos, ajuda mesmo, quem quer ajudar não se encosta ao "tacho"!

E não me façam escrever mais porque não apetece mesmo nada! 

 

publicado por Tubarão às 19:29

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

Na hora (3)

O senhor Paciência arauto da ética e critico acérrimo de todos os actos de Jorge Jesus, afinal andava a reunir com dirigentes do Porto nas ultimas duas semanas.

Oh Domingos durante uns tempos não apareça , emigre, seja piegas, mas não apareça se ainda tiver um pouco de decoro ! 

Não se cospe no prato onde se come!

publicado por Tubarão às 00:50

link do post | comentar | favorito