.mais sobre mim

.actividade recentes

. Vamos lá por partes

. António Esteves

. Caixa de Pandora

. O alfaiate do Panamá

. Excelente blog de viagens

. Guerra e Paz

. Artigo publicado em que j...

. Geringonça

. As partes de um todo!

. Novo cartaz

blogs SAPO

.arquivos

. Julho 2016

. Junho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Terça-feira, 12 de Abril de 2016

O alfaiate do Panamá

Uma investigação internacional de diversos anos, e tendo centenas de jornalistas a acompanhá-la, dê-nos a conhecer mais um mar de actividades dos que não querem pagar impostos como o cidadão o deve fazer.

Quem quer pagar impostos ou melhor, quem não quer fugir aos mesmos, não usa paraísos fiscais.

Estes servem para que? Para fugir a impostos e para guardar dinheiro obtido de forma duvidosa. Mais, permitem a ocultação dos terroristas da cidadania

Quando alguém coloca dinheiro numa offshore está a faze-lo por motivos fraudulentos na esmagadora maioria dos casos. Senão vejamos, o que este processo em termos nacionais já trouxe ao nosso conhecimento: um banco utilizava este “esquema” há mais de 20 anos. O seu nome? BES.

O banco tinha mais de 300 offshores, uma rede gigantesca que iam da Suíça ao Luxemburgo e nos levavam até inclusivamente à Líbia durante o consulado de Kadhafi.

Quando falamos em escândalos lá nos aparece sempre o mesmo nome……….já nem admirados ficados quanto mais estupefactos.

 

A grande maioria quis ocultar património, quis não pagar impostos, quis essencialmente esconder….. esconder……… esconder. Todos nós sabemos que ter uma offshore não é crime, antes pelo contrário é permitido por lei, o que não é permitido e é crime é ocultar a existência da mesma e não pagar os impostos respectivos relativamente ao seu próprio país.

O problema não esta no modelo mas sim naquilo que as pessoas fazem com o mesmo a questão é moral, de valores de princípios.

Estamos perante um “doença mundial”, um vírus que vai da Rússia à Islândia passando Grã-Bretanha. Eles são políticos, artistas de cinema, etc etc

Esta investigação vai criar uma pressão sobre a sociedade em geral, mas mais particularmente sobre a classe politica. Esta, tem de saber legislar para que seja possível esta criminalidade ser investigada pelas polícias de cada Estado e não estarmos dependentes do jornalismo de investigação.

Longe vão os tempos em que a política mandava na economia, o mundo actual é comandado por números e principalmente por números com muitos zeros à direita. Depois dos “ Panamá Papers” nada ficará na mesma, pelo menos enquanto o assunto estiver na ordem do dia, os aldrabões ficarão mais refinados e os estados terão tendência para demonstrar o ético.

Obama criticou as empresas americanas que gostavam dos benefícios nacionais mas pagavam impostos noutros países (onde é que já vi isto ????????).

A Europa continua fazer de conta que não vê permitindo diferentes regimes fiscais na sua área geográfica como por exemplo a Holanda, refugiu de diversas empresas portuguesas.

Nos por cá cantamos, ouvimos e lemos !

publicado por Tubarão às 19:40

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 7 de Abril de 2016

Excelente blog de viagens

www.joaocajuda.com

 

 

tags:
publicado por Tubarão às 00:21

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 6 de Abril de 2016

Guerra e Paz

Estamos em guerra.

A Europa e a civilização ocidental.

Os atentados do dia 22 de Março em Bruxelas, depois dos de Paris, demonstram que declaram-nos guerra.

Quem mata indiscriminadamente é porque declarou guerra, a quem sofre na pele estes mesmos ataques traiçoeiros.

Depois de terem já atacado algumas capitais europeias, os terroristas do estado Islâmico fizeram explodir diversas bombas na Bélgica, mais concretamente duas no aeroporto e uma no metro de Bruxelas.

Mortos e centenas de feridos foi o resultado de mais uma acção destes loucos, que não pode ser esquecida e muito menos perdoada.

A Europa, e não me refiro só à União Europeia, juntamente com os Estados Unidos devem desde já declarar guerra a este movimento.

Mudemos a agulha.

Em Angola um conjunto de cidadãos angolanos que estavam a ser julgados “por ameaças” ao estado angolano acabaram condenados a penas de prisão que vão de dois a oito anos.

Não me vou alongar muito com o facto de não ser possível ter opinião contrária naquele país, pois já o fiz diversas vezes, mas sim com dois factos que me parecem anormais.

Primeiro como é possível em 2016 condenar-se alguém pelo simples facto de ler um livro?

Foi com base nesta realidade que a acusação e o tribunal se fundamentaram e que levou às penas de prisão. Mais, como é possível aparecer nas alegações finais acusações que não foram levantadas durante o julgamento? Estamos perante uma situação de completa falta de democraticidade e de liberdade de expressão.

Segundo, e mais grave já que diz respeito ao nosso jardim, como foi possível na Assembleia da Republica o PCP, CDS e PSD não condenarem estas faltas de democraticidade?

Tenho muita dificuldade em entender seja à esquerda seja à direita estes posicionamentos. Haverá com certeza alguma razão que a razão desconhece.

Depois de falarmos de guerra falemos agora de paz.

Na passada semana tivemos a notícia de um avião desviado para Chipre por um egípcio. Primeira leitura: mais um terrorista em acção. Verdadeira razão: Um homem que tentava entregar uma carta à ex-companheira. Uma carta de amor.

O mundo pode estar em guerra mas ainda existem pessoas que fazem da vida um valor inatacável.

publicado por Tubarão às 08:17

link do post | comentar | favorito
|

.Facebook

Tu Barao

Cria o teu cartão de visita

.Benfica até debaixo de agua