.mais sobre mim

.actividade recentes

. Vamos lá por partes

. Vamos lá por partes

. António Esteves

. Caixa de Pandora

. O alfaiate do Panamá

. Excelente blog de viagens

. Guerra e Paz

. Artigo publicado em que j...

. Geringonça

. As partes de um todo!

blogs SAPO

.arquivos

. Novembro 2017

. Julho 2016

. Junho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Segunda-feira, 27 de Outubro de 2008

Não era verdade!!!!!!

A propósito de um post que coloquei aqui no Tu-Barão com o título "Será verdade?" recebi o comentário que "coloquei" no respectivo post mas que também merece o relevo que agora lhe dou já que a noticia não é verdadeira e o Pedro Póvoa é um exemplo para muitos!
 
"Não, é Mentira!!
Escrevo estas linhas para vos demonstrar o meu desagrado cívico, passados dias sobre o post , nenhum esclarecimento, nenhuma resposta à interrogação, apenas a pergunta deixada para escarnecer e manipular. Ajudo-os, qualquer cidadão tem à sua disponibilidade na net um conjunto de notícias que desmascaram tal opinião, basta ver os vídeos do Expresso acerca do atleta: http :/ br.youtube.com /watch?v=eWtcDAkx2IE ou do sapo http ://videos.sapo.pt/1A6skFHnkBJUqqTN6coU.
Mas talvez o mais relevante seja o artigo publicado no boletim do Serviço de Acção Social da Universidade do Minho da autoria de Pedro Dias que transcrevo " A Iniciativa Novas Oportunidades representou um impulso no caminho da qualificação dos portugueses. O objectivo, de acordo com o Governo, “é o da escolarização geral da população ao nível do ensino secundário”. Imbuídos deste espírito, milhares de Portugueses aderiram ao programa das novas oportunidades, com o objectivo de concluir o Ensino Secundário, e
tentar uma oportunidade melhor no Futuro. Nesse número com mais de 4
dígitos, encontrava-se um jovem de nome: Pedro Miguel Moreira Póvoa. Este jovem, nascido e criado na Ribeira Portuense, tinha o sonho de ser um praticante de excelência na modalidade que abraçou desde muito jovem, o Taekwondo. Pedro Póvoa alcançou esse patamar de excelência aos 26 anos, quando conseguiu a inédita qualificação de um atleta Português na modalidade de Taekwondo, para participar nos jogos olímpicos – Pequim, 2008, e consequentemente, recebeu o reconhecimento do Estado Português, que lhe conferiu, por direito consagrado na Lei, o Estatuto de Atleta de Alta Competição. Sublinho o facto de, apenas os dezasseis melhores atletas do planeta na categoria de peso de -58kg (categoria onde competiu o Pedro Póvoa), tiveram acesso à olimpíada. Não satisfeito com esse feito inédito, Pedro Póvoa encontrou ainda “força interior” para estabelecer um outro objectivo ambicioso (sonho de menino) no ano da Olimpíada (!). Quando a esmagadora maioria dos atletas qualificados para os Jogos, dedicava o seu tempo, exclusivamente, à preparação para a grande competição do planeta, o Pedro Póvoa aliava a preparação para os Jogos Olímpicos à conclusão do Ensino Secundário (via novas oportunidades). Durante meses a fio, eu vi, porque estava lá, o Pedro Póvoa entrar diariamente nas Instalações Desportivas da Universidade do Minho em Azurém antes das 9h da manhã e sair após as 22h. O resultado, além do reconhecimento de alguns, foi a conclusão do Ensino Secundário com sucesso e mérito! Que lhe permitiu o acesso à Universidade. O Pedro Póvoa conseguiu também despertar a inveja de alguns acomodados...
No dia seguinte à conclusão do Ensino Secundário, que coincidiu com o dia de Partida para a Olímpiada, Pedro Póvoa dirigiu-se ao gabinete de ingresso ao ensino superior, preencheu os formulários de candidatura e assinou uma procuração com delegação de poderes para a realização do acto de candidatura ao Ensino Superior, e foi para Pequim, competir! De onde veio com um honroso 7º lugar e um diploma. Imaginam quantos Portugueses conseguiram ao longo de quase um século de participar em Jogos Olímpicos com um resultado deste nível? Apenas 41 e destes 21 foram medalhados e 19 com classificações até ao 8º lugar! Presentemente, Pedro Póvoa é aluno do 1º ano do curso de Psicologia na Universidade do Minho, está a tentar construir o seu percurso de excelência. É um exemplo para os mais jovens, aposto que vai acabar o curso.
Citando o Fernando Parente, concluo: “Da geração dele, já provou que era um dos 7 melhores do mundo. Já se esforçou muito, é persistente, vai ter sucesso, merece admiração e apoio para concluir um curso superior e olhar para alguém que pode ver a Psicologia do Desporto de uma forma mais competente e vivenciada. Pedro Póvoa é e será com orgulho um miúdo da Ribeira do Porto, deveria estar estigmatizado à nascença por esse facto?... quantos nascem em Portugal em locais como a Ribeira chegam ao Ensino Superior e são dos melhores do mundo naquilo que fazem? O tempo será o melhor conselheiro, se todos olhássemos da mesma forma para este problemática, provavelmente, o Einstein teria sido um anónimo, e afinal era brilhante"


 

sinto-me:
tags:
publicado por Tubarão às 00:45

link do post | comentar | favorito
|

.Facebook

Tu Barao

Cria o teu cartão de visita

.Benfica até debaixo de agua